terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A lua


















Na lua que eu me entreguei
Ela era branca e singela
Voavam fadas
Em torno dela
No luar que eu amei
Foi numa noite estrelada
Com as três marias
Caminhando lado a lado
Havia uma lua cheia
E na sua borda
O  reflexo  do brilho do sol dourado 
Que lançava ainda sobre ela
A cor amarela
Que é ouro
E traz  felicidade
A cor vermelha
Que é da   paixão
Esta eu  sentia na minha carne
O calor que queimava o meu corpo
Era alucinante
Vinha  de uma fonte de luz
Que acende a paixão
Como uma vela
Nas noites de lua cheia
Que as sereias cantam ao luar
Tão singela...tão bela
Os cometas riscam o fogo na  atmosfera
Eu ardo de amor nesta noite
Como uma loba
Como uma fera
No luar
Que eu me entreguei
Que me levou para nuvens
Eu conheci o céu
Seguindo o  caminho das estrelas
Encontrei o  cruzeiro do sul
Mas mesmo assim me perdi
De desejos e paixão
Em cada  estrela cadente
Que cortavam o céu
Eu fazia um pedido
Que essa noite não terminasse jamais
Antes de eu chegar ao paraíso
Porque eu ainda estava voando pelas nuvens
Nas nuvens que eu viajei
Tinha o reflexo da luz solar de vénus
E ali eu amei
Foi nesta noite eu conheci os astros
Encontrei o fim do arco iris
Com seu pote de ouro
Presenciei o eclipse lunar
Vi a lua penetrar totalmente
na sombra da terra
E assim como eu
Era penetrada
Pelo um amor escaldante
Senti meu corpo sendo
Levado para os deuses
E assim eu tocava as estrelas
Passava pelas nuvens
Na lua que eu me entreguei
Eu cheguei aos céus
Com um cavaleiro andante....

autora: Isabel van Gurp





Imaginem

São nuvens que formam as  lagrimas No céu -Dizem que é morada dos anjos E o que dizem... Que os anjos bons Voam pra la Imaginem...