domingo, 12 de agosto de 2012

Através.....








Através dos teus olhos 
Vejo o brilho da estrela cadente
Que cai lentamente na minha vida
Iluminando aos poucos meu céu carecente
Através.....        
Através dos  teus olhos enxergo a existência
De um  poema escrito em algum corrosivo metal
Através.....
 Através das letras
Transformam em estrutura primacial de um olhar
do amor a primeira vista
Através.....
Através de uma magia
Me sinto assim uma menina livre
Alegre e solta
Pronta para sonhar
Através.....
Através do olhar
Vejo  despertar  do sol
Que adormecia
em algum lugar
Através....
Através dos bosques ricos de arvores 
Com piscar dos olhos
sinto o teu esplendor        
Invadindo  meu jardim fértil de amor
Com beleza das flores
Com a solides da terra
Do encantamento das tulipas
Me sinto na primavera
Através....
Através das rosas e das prosas
Das orquídeas
Das ervas daninhas
Das camélias 
Que crescem livre no lumiar
Aonde brota o girassol com todas suas inflorescências
Através.....
Através das abelhas que ornamentam a colmeia
Beijando meu corpo
Como a libélula
Livre livre livre livre
Livre para dançar
Mesmo no interior das bromeliáceas
Elas voam sugando meu espirito
Levando para ti....
Para mim 
Através 
Através da vida
 Necessito  do teu olhar
Para viver
Como as flores necessitam   d´água
Para se banhar na chuva
Lavando a minha alma
Através....
Através dos teus olhos 
Sinto o cheiro da terra
Depois do vendaval
Com toda magia das dores e  dos desamores
Trazendo para mim a paixão no meu existencial
Nos teus olhos
Enxergo
O infinito do oceano
Me sinto a gota do temporal 
Transformando a minha vida
No mar
Através.....
Através da vida 
Reconheço   
Os cinco elementos
Fogo do sol                                            
Meu afago
Terra do meu jardim que me acalma
Madeira aonde o cupim infesta
E transforma minha alma numa floresta
Encantada
Água que transforma a minha vida em rios
Que desafogam no mar 
Através.....
Através de um metal que não afeta os grãos cristalinos
E nem a pureza do amor de um menino
E nem tão pouco corrompe meu querer
Nas noites iluminadas pelas estrelas 
Com pôr do sol
Que brilhou o dia inteiro
Pode adormecer meu rei
Que a noite esta iluminada
Que através de ti 
Há uma luz na minha vida



autora: Isabel van Gurp

























Filha minha

Filha minha Que brinca de imagem Da cor do reflexo do meu ventre Que ilumina minha alma Enriquece meu espirito Aprendo todos os dia...