quinta-feira, 9 de junho de 2011

Festa Do Sol

.









O raio do sol 
Brilha 
Passa pelo ar azulense
Infiltrando-se pelo  espaço
Formando desenhos no céu
Expulsando as nuvens
Com sua luz dourada
Como uma estrela
Que faz seu show
Recebe aplausos
Domina o palco
Entusiásticos as pessoas abrem seus corações
Se apaixonam
E fecham seus olhos e se expõem
Para sentir intensamente este momento único

Desnudam-se para senti-lo na pele, no corpo e na alma
Ele aquece lentamente com seus raios voluptuosos
Deixando sua marca  em cada ponto do corpo
E tão saboroso seu toque
Que tem uma sensação de gozo 
Esta alegria invadida com sua presença única
Aonde todos estão acostumados com vento frio e silêncio
Até  pássaros felizes  assobiam antigas canções
As flores como as pessoas se espalham pelos jardins, 
pelas ruas, pelos bares, pelos bosques, pelas praias
Abrem as portas das suas casas
E sentam nas calçadas
A vida vai crescendo com seus raios cálidos
As abelhas vão surgindo
Sentindo o perfume no ar
O cheiro é tão atraente que 
as borboletas, os pombos e as  andorinhas dançam 
envolvidos pela fragrância  
 pólen esvoaça na brisa
Na terra, no campo e no ar
Todos os animais anelídeos, oligoquetos
Saem dos seus buracos escuros
Para festejar esta ilustre presença
Correm para fora, felizes
Eles querem participar também desta festa
Como se fossem crianças
Mas as crianças já maravilhadas
Nem percebem a presenças destes convidados
Correm e brincam contente pelos jardins, entre as árvores floridas e verdes, 
pelas águas aquecidas 
E a vida vai crescendo em cada canto na Holanda
Com música, sorrisos e um belo dia
Há um concerto de felicidade
E o maestro abrasador
Aquece esta terra feliz
Traz nos seus raios ardente alegria e a vida

autora: Isabel van Gurp
 estrela
Que faz seu show



















Imaginem

São nuvens que formam com as  lagrimas No céu -Dizem que é morada dos anjos E o que dizem... Que os anjos bons Voam pra la Imag...