terça-feira, 5 de julho de 2011

CIRCO, O MUNDO GIRA


No pequeno mundo
Aonde tudo  gira
Nada para
Nada fica
Tudo roda e embola
E cola

Encanta a  magia

Aparece visões
Aonde  homens loucos
Cospem fogo
Param no ar
Mulheres e homens pequenos
São anões e kabouter

Mas num passo de mágica

Se tornam imensos
Com suas pernas de  pau
Gente fica elástica e estática
Eles voam no trapézio
No ar se encontram
Se entregam e mergulham
E  o adorável publico

Fica sem  respiração

Será magia?????
Em cordas bambas caramba
Andam de um lado e outro
Jogando bolas  no ar
Pinhões, facas  e bambolês
Tudo ao mesmo tempo
E passam pelos braços

Pelo corpo

Pelo sonho
E Olé
Exclamam o adorável público
Que sem respiração
Batem palmas e cantam
No pequeno mundo
Aonde tudo  gira
Nada para 
Nada fica
Tudo roda e embola
E cola
Será isso magia???
Serão todos mágicos?
Eles cortam as pessoas pela  metade
Fazem aparecer coelhos
Na cartola 
Será isso magia???
Os leões ferozes
Deixam de ser réis da selva
Para ser dominados
Com a força do olhar

Do seu mestre 

Se tornam gatos da relva
Elefantes e cavalos fazem
Partem do show
Todos ficam encantados
Porque o espetáculo sempre vai continuar
No pequeno mundo

Aonde tudo  gira
Nada para 
Nada fica
Tudo roda e embola
E cola 
Vira um circo
Um Mundo Mágico!!!!



autora: Isabel van Gurp







Filha minha

Filha minha Que brinca de imagem Da cor do reflexo do meu ventre Que ilumina minha alma Enriquece meu espirito Aprendo todos os dia...