sábado, 25 de maio de 2013

Mesma Maré

Mesma Maré 
Vida Longa o Rei  Willem Alexander 

Somos da mesma maré
Separados pelas correntezas
Dos mares que dividem os oceanos
Mas continuam no mesmo corpo d'água
Alimentado pelo idêntico  sal
Somos da mesma onda
Que leva com a força a existência 
Que tem poder de transformar o destino
Que cai  nas areias movediças da vida 
Posse do Rei e da Rainha no 30 de abril em Amsterdã 
Somos da mesma correnteza 
Que move o mundo 
Em noventa graus
Transformam  fronteiras
Num jogo de brincadeira
De terra
De guerra
De serra
Somos da mesma água
Que transforma o planeta em azul do céu.
Somos da mesma terra
Iluminado pelo mesmo sol
Atenções do povo para o momento da posse do novo Rei e a  Rainha 
Que gira em torno de todos nós
Alimentados pela mesma água
Separados pela mesma maré 
Arrastados pelas iguais correntezas
Diferentes belezas
Que vão e vem
E dividem os oceanos
Que levam as terras para longe
E nós também
30 de abril em Breda. O dia da 'Rainha' 
Criam fronteiras
Barreiras
Distâncias 
Mas fica no mesmo globo terrestre 
Que chamam de universo
Por isso irmãos
Entre água, 
O mar
E o ar
E olhamos  a mesma lua
Nas noites que o sol parte para outro lado do véu
Aqui a noite
Festa da posse do novo Rei  e da Rainha vista em Breda no parque

.
Lá é dia 
Seu raios encontram  nos cosmos 
Recebemos a mesma energia
Somos da mesma água
Que constitui o nosso corpo
Nosso sangue
Nossa terra 
Que transforma o planeta em azul do céu
Somos da mesma maré


  autora: Isabel van Gurp










O dia da rainha, também é o dia da feira livre. 



 

Pensamentos

Quando as lagrimas não escorrem Em vão do pensamento O sentindo de chorar Esta no triste olhar Nobre ser Esta na roupa que ves...