quarta-feira, 21 de março de 2012

Sombra


Minhas mãos acariciam o silencio
Estou a busca  do meu ser
Para melhor me entender
Procuro no espelho
O reflexo de mim mesma
Que eu perdi em algum lugar
Em alguma jornada
Em alguma história
Não sei....
Afago o meu ego
Já é um grande recomeço
Na busca do meu eu

Que eu abandonei
Em alguma estrada
Ou entreguei para alguém
Ou me escondi por medo
Medo de não ser feliz
Sendo eu mesma
Não sei aonde e nem tão pouco porque
Mas me descuidei
Disfarcei
Fingi
Aceitei
Pensei que poderia ser feliz 
Não sendo eu.....
Já é tempo e hora

Para ir a busca de mim mesma

Passo a passo
Reencontro a minha sombra
Se ela existe
Se ela existe
Se ela se move
Com meus passos
Eu existo
Minha sombra não fugiu
Não me abandonou
Porque eu sou real
Porque eu existo

Minha sombra esteve sempre ao meu lado

Mesmo quando eu estava perdida em algum lugar
Fiel a mim
E sempre me acompanhou
Em todos os meus passos

No meu próximo passo
E encontrar meu amor
Meu amor- próprio
Perdi o  domínio
De mim mesma
Me perdi no jogo da vida

No jogo da atração
No jogo da entrega
Do auto-estima
Por vil
Arremessei  fora
Permutei por alguma...
Alguma coisa
Chamada paixão
Entrega
Rendição
Não....
Preciso me encontrar
Preciso brigar por mim mesma
Preciso ser eu novamente
Preciso ser gente
Ter meu ego de volta
Me ter de volta

Afagar meu ego tantas vezes necessário
Ter a minha alma...
Que tem alma
Tem sombra
Pensamentos
Desejos
Orgulho
Preciso amar mim mesma
Amar-me com dignidade
Respeito
Olhar no reflexo do espelho
Ter orgulho da minha imagem
Preciso ter amor-próprio
Recuperar minha auto-estima
Antes de querer amar alguém
Então, só assim  eu posso ser realmente
Feliz


autora: Isabel van Gurp

























Filha minha

Filha minha Que brinca de imagem Da cor do reflexo do meu ventre Que ilumina minha alma Enriquece meu espirito Aprendo todos os dia...